Regiões: Américas | Viagens ao Extremo



REGIÕES

Américas

Américas

De uma diversidade sem paralelos, as Américas possuem desde a maior floresta tropical do mundo, que engloba vários países, dois impressionantes sistemas de cânions, um nos Estados Unidos e outro no Brasil, até os imponentes pinguins-rei nas Ilhas Falkland (carinhosamente chamadas de Malvinas por seus vizinhos argentinos). Por falar em Argentina, lá encontrará geleiras a poucos quilômetros de um imenso deserto que termina com a Cordilheira dos Andes na florestada Terra do Fogo. A América é também o local onde ficará cara a cara com o único predador natural do homem – o urso polar – em passeios emocionantes. Poderá ver a maior reserva de lítio do mundo, na Bolívia, em seus campos de sal, além de voltar no tempo na ilha de Cuba e ver a aurora boreal no norte do Canadá. Bem-vindo às Américas.

Muito mais do que o Rio de Janeiro e o Carnaval, o Brasil possui joias escondidas conhecidas por poucos, inclusive pelos próprios brasileiros – o país possui seu próprio “Grand Canyon”, no extremo sul do país a altitudes de quase 2 mil metros; no extremo norte temos a imensa floresta amazônica onde é possível ver o maior rio do mundo, o Amazonas, e subir a montanha que inspirou Sir Arthur Conan Doyle a escrever o romance O Mundo Perdido, talvez o local mais belo do Brasil, e onde você poderá pisar em três países ao mesmo tempo, pois no alto do Monte Roraima fica a tríplice fronteira do Brasil, Venezuela e Guiana. Venha conhecer um Brasil natural como nunca imaginou!

Conhecida carinhosamente como o “Fim do Mundo”, a região da Patagônia compreende o sul da Argentina e do Chile. Visite a cidade mais ao sul do mundo, Ushuaia, e faça passeios de aventura em meio à natureza incríveis. Navegue da Argentina para o Chile em um cruzeiro mais que especial com especialistas na flora e fauna locais; conheça a incrível e impressionante paisagem do Parque Nacional Torres del Paine, no meio da Cordilheira dos Andes, no Chile; e caminhe sobre uma geleira, o Perito Moreno, uma das mais visitadas do mundo. E, é claro, veja os protagonistas da região: os pinguins, tanto na Terra do Fogo quanto na vívida Península Valdés, cheia de lobos marinhos, pinguins e baleias. Somos especialistas no destino. Venha conhecer o fim do mundo – depois dele, só a desabitada Antártica.

Destino em implantação.

A maior ilha do mundo. Uma viagem para a Groenlândia é como um sonho se tornar realidade para muitas pessoas. Talvez você esteja mesmo sonhando e planejando por bastante tempo. Na realidade, o planejamento é altamente recomendado quando se visita um país tão grande quanto a Groenlândia, que se estende por 2.670 km de norte a sul. É simplesmente impossível ver tudo em uma ou duas semanas. Entretanto, não importa aonde vá na Groenlândia, terá a garantia de na volta trazer a experiência de uma vida.

Região pouco povoada e com paisagens deslumbrantes. Cobrimos aqui na Viagens ao Extremo as províncias de Manitoba, onde fica a “capital mundial dos ursos polares”, com safáris em veículos únicos e gigantes, os tundra buggies. Veja toda a beleza congelada da província de Nunavut, a mais recente do país, terra de povos Inuit ancestrais com sua própria língua, alfabeto e hábitos. Conheça e talvez fique em uma cabana isolada nos Territórios do Noroeste e seja agraciado com as luzes do norte – a aurora boreal. Siga pelas florestas de pinheiros e campos coloridos de Yukon, a última província do Canadá, já na fronteira com o Alaska.

Destino em implantação.

Na América do Sul, são uma grande controvérsia (conhecidas como Islas Malvinas pelos argentinos). Palco de uma sangrenta guerra nos anos 1980, as Ilhas Falkland pertencem ao Reino Unido e possuem bem mais pinguins (aos milhares) do que pessoas. Sua pitoresca capital, Stanley, é seu ponto de partida, mas nossos roteiros incluem estadias em fazendas no interior em meio à natureza que mistura bem o que é a Patagônia com a Antártica. É o melhor local para ver o imponente pinguim-rei. Com somente um voo comercial por semana, os roteiros terão sempre 7 dias ou múltiplos de sete. Um lugar para refletir e descansar, naturalmente.

Conhecido pelos americanos como “a última fronteira”, o Alaska está longe de ser só uma terra gelada como muitos pensam. É possível alugar um carro e percorrer o país por conta própria (com nossa orientação) e mais opções. Conheça desde a moderna capital, Anchorage, à pequena capital Juneau, até cidades que pararam no tempo desde os tempos da Corrida do Ouro, no início do século XX e seus prédios que ainda estão lá, com verdadeiros saloons em funcionamento. Ou então cruze o Círculo Polar Ártico indo até Barrow, a cidade mais ao norte de todos os Estados Unidos. No inverno, é o paraíso da neve. No verão, paisagens verdes e altas montanhas com picos nevados.

Destino em implantação.

Ex-colônia inglesa, oficialmente se chama República Cooperativa da Guiana, é considerada como um país do Caribe pelos fortes laços culturais, históricos e políticos com a região. “Guiana” é uma palavra indígena dos primeiros moradores dessa região, e significa “terra da água”. Grande parte do país é tomada pela Floresta Amazônica. Você pode somente passar por lá em um passeio saindo do Brasil até Lethem, na fronteira, ou somente pisar lá, no alto do Monte Roraima, na tríplice fronteira que faz com o Brasil e Venezuela; mas vale um roteiro que inclua “as três Guianas”, que passa também pelo Suriname e pela ainda não independente Guiana Francesa.

Destino em implantação.

O menor país independente da América do Sul ainda mantém forte conexão com seu colonizador, a Holanda. Tendo sido independente somente em 1975 e passado por instabilidades, hoje é um local mais estável, apesar de infelizmente haver bastante pobreza. Uma vasta região do país é tomada pela Floresta Amazônica e sua capital, Paramaribo, é um Patrimônio Mundial da UNESCO pelos seus prédios coloniais e única cidade de fato do país. Para entrar no país, não é necessário visto para brasileiros.

Destino em implantação.

Único país na América do Sul a utilizar o Euro, a Guiana Francesa é um départment da França, ou seja, faz parte integrante do território francês. Todos no país têm os mesmos direitos e privilégios como se tivessem nascido na França. A Agência Espacial Europeia lança seus satélites ao espaço daqui da Guiana Francesa. É o único país da América do Sul ainda governado por outra nação. É necessário visto de turismo para brasileiros.

Destino em implantação.

Há muito além do que é dito sobre os Estados Unidos e do que você realmente pode ver. Alugue um carro e percorra o desértico oeste, se hospedando em legítimos motéis que parecem ter saído de qualquer filme. Ou então que tal cruzar o país, partindo das ruas bacanas de Beverly Hills, passando pela luxuosa Las Vegas, indo até a capital (e quem sabe ver o presidente?) e parando só em Nova York? Os Estados Unidos possuem belezas naturais incríveis, como o Grand Canyon, passar pelo lugar mais quente do mundo em Death Valley, conhecer o ímpar Parque Nacional Yellowstone e muito mais. Para os Estados Unidos, um país do tamanho de um continente, uma só viagem será sempre pouco.

Destino em implantação.

Chamadas comumente de BVI (abreviação inglesa de British Virgin Islands), as ilhas são um destino popular para marinheiros, pescadores, pessoas que adoram o sol e outros viajantes independentes. Fazer um cruzeiro em círculo no entorno das ilhas é algo obrigatório de se fazer no Caribe. Não é necessário visto para conhecer as ilhas.

Destino em implantação.

O país que até pouco tempo era hermeticamente fechado e conhecido por exportar charutos hoje está mudando e recebe turistas de todo o mundo para conhecer sua cultura, já que tudo meio que parou no tempo nos anos 1950, e suas belíssimas praias. Há muita natureza e também muita história nesse arquipélago que já viu muitas tomadas, revoluções e reconstruções.

Destino em implantação.

A Bolívia é um belo país geograficamente diverso e multiétnico no coração da América do Sul. Divide com o Peru o Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo. Algumas vezes referida como “o Tibete das Américas”, a Bolívia é um dos países mais remotos no hemisfério ocidental; com exceção do Rio Paraguai que deságua no distante Atlântico, a Bolívia e o Paraguai são as únicas duas nações sem saída para o mar em todas as Américas, tem 60% de sua população de puro sangue ancestral. É local da maior planície de sal do mundo, o Uyuni, um prato cheio para fotografias que acabam por parecer montagem.

Destino em implantação.